NOSSOS DIFERENCIAIS

A CNEC reafirma, todos os dias, a crença no Ser e o compromisso de formar para a VIDA: nossas Escolas e Faculdades CNEC valorizam as pessoas. Cada Instituição representa os ideais da educação humanitária e se coloca a serviço do aluno, da família e da comunidade onde está inserida.

A cultura do cuidado e do acolhimento ao aluno em todos seus aspectos e diversidades; o caráter comunitário que envolve as famílias no dia a dia das Instituições Educacionais como atores corresponsáveis pela formação integral dos filhos; a crença e o respeito ao Ser Humano com todas as suas características, diferenças e completudes; a integração das Escolas e Faculdades com as comunidades onde estão inseridas, no compromisso de contribuir para seu desenvolvimento e sustentabilidade, e a tradição construída ao longo de uma exitosa trajetória de formação de gerações, são diferenciais reconhecidos da marca CNEC.

A CNEC acredita e trabalha para que a oferta de seus serviços seja plasmada por 5 (cinco) Diferenciais Competitivos que importem valor às atividades pedagógicas e sociais e resultem na construção de experiências significativas e relevantes para seus alunos e para a comunidade onde está inserida.

As atividades de ensino, pesquisa e extensão são planejadas e desenvolvidas sob orientação:

DO SENSO DE PERTINÊNCIA;

DO EMPREENDEDORISMO;

DA TECNOLOGIA;

DA SUSTENTABILIDADE;

DAS METODOLOGIAS ATIVAS.

O senso de pertinência reflete a essência comunitária da Instituição e é materializado por meio da interlocução profunda com a sociedade e seus atores institucionais, no sentido de contribuir ativamente para o desenvolvimento social, econômico, cultural e ambiental da comunidade e da região onde está inserida.

A participação ativa da comunidade na definição do seu Plano Estratégico e a intervenção proativa da CNEC no enfrentamento dos desafios estratégicos da comunidade promove um ciclo virtuoso de reciprocidade, amadurecimento e sustentabilidade.

O empreendedorismo é linha mestra das políticas de ensino, pesquisa e extensão e visa garantir o alinhamento das atividades pedagógicas, sempre direcionadas ao aluno, para o desenvolvimento de um conjunto amplo de competências e habilidades que passam pelas capacidades de autorreflexão, análise, síntese, convivência, respeito às diferenças, de apropriar-se de direitos e de observar deveres, de respeitar e contribuir com meio ambiente, de comprometer-se com a redução de desigualdades, de dominar as ferramentas de informação e comunicação, de construir autonomia cognitiva e, especialmente, de exercer o direito de escolha e de construir seus próprios caminhos.

A tecnologia é meio e fim nas políticas de ensino, pesquisa e extensão: como meio, a tecnologia está presente nas metodologias e no modelo de ensino e também nos ambientes virtuais de aprendizagem, bibliotecas, laboratórios e equipamentos; como fim, a tecnologia é percebida à medida em que os projetos e atividades pedagógicas
resultam no desenvolvimento de produtos, processos, métodos ou técnicas que colaborem para a solução de problemas e ou na construção possibilidades para os alunos e para a comunidade.

A CNEC se apropria do conceito de sustentabilidade definido pela Organização das nações Unidas em 1987, ao reafirmar que o “desenvolvimento sustentável é aquele que busca as necessidades presentes sem comprometer a capacidade das gerações futuras de atender suas próprias necessidades.”

Com essa premissa, pauta seus processos, projetos e ações alinhados à visão de futuro, de forma a perenizar sua atuação e suas contribuições para o desenvolvimento social, econômico e ambiental da comunidade e da região onde está inserida e, notadamente, para a formação integral de seus alunos promovendo a vivência de experiências signifi- cativas e favorecedoras do desenvolvimento do senso crítico, do exercício pleno da cidadania com o gozo de direitos e a observância de deveres, para o exercício do civismo, e para a assunção de compromissos de ordem individual e coletiva no presente, com a responsabilidade de contribuir para o bem comum das gerações presentes e futuras.

Assim como o Empreendedorismo, as Metodologias Ativas também são condutores do modelo educacional, resgatando no aluno o protagonismo. Nesse modelo, o aluno é o sujeito histórico e assume o principal papel na aprendizagem, importando seus saberes, opiniões e experiências para linha de largada da construção do conhecimento.

A CNEC defende a autoaprendizagem e estimula a reflexão, a pesquisa, a tomada de decisão no curso do processo formativo e também a ressignificação da prática docente, atribuindo ao professor o papel de facilitador desse processo.

Numa perspectiva mais ampliada acerca dos espaços, tempo e estilos de aprendizagem, a CNEC pauta-se na perspectiva de que, no futuro próximo, o amadurecimento desse modelo garanta a criação de uma diversidade de trilhas de aprendizagem alinhadas aos interesses e necessidades de cada aluno.

CNEC 2019 - Todos os direitos reservados

Fechar Menu